Viagem

O destino ideal para ir com crianças

Por Daniela Folloni
@blogitmae

Veja alguns critérios que vão ajudar você a acertar na escolha

O destino ideal para ir com crianças

Qual é o destino ideal para viajar com as crianças? Como adoro inovar e conhecer novos lugares - mas não estou disposta a passar momentos de estresse desnecessário -, montei uma lista mental com os critérios para fazer a escolha.

Ela se baseia, claro, no perfil dos meus filhos e de tudo o que conheço sobre o comportamento deles. Portanto, você pode se inspirar nesses critérios, mas precisa adequar à realidade dos seus filhos.

Por exemplo: um destino distante que demande dormir no avião é ideal para crianças que dormem bem, têm sono tranquilo. Um lugar com trilhas, que exijam grandes caminhadas, é ideal para crianças que não se importam de andar muito.

Acabamos de voltar de uma viagem pela Itália que foi um sucesso com meus filhos - de 4 e 6 anos. E é baseada nessa experiência que montei esta listinha:

  • Colocar no roteiro cidades pequenas que não sejam difíceis de conhecer a pé - e sejam menos frenéticas do que metrópoles. Acredite: a viagem fica mais tranquila e você, menos tensa. Achar um parquinho numa praça de uma vilarejo pode ser maravilhoso.
  • Fugir de grandes museus que possam acabar entediando os menores que ainda não entendem. Em compensação, se você tiver um bebê e ele for dormindo no carrinho, o museu pode ser uma boa.
  • Sua filha gosta de castelo? Inclua a visita a um no roteiro e conte para ela, para ir gerando a expectativa. Um segredo de manter as crianças envolvidas com a viagem é fazer com que elas comecem a curtir a espera e saibam o que vão encontrar.
  • Escolha uma temperatura que você considere suportável para você e seus filhos. Frio demais ou calor demais pode inviabilizar alguns destinos.
  • Aposte em destinos que permitam pequenas viagens de carro. O carro acaba sendo um momento de descanso para os pequenos, que podem tirar um cochilo entre um destino e outro.
  • Fique atenta ao tipo de comida que existe na cidade/país. A alimentação pode virar um problema caso você escolha um destino com poucas opções para crianças. Na Itália, foi fácil (mais do que nos EUA), mas fico imaginando que no Japão ou no Marrocos seria mais difícil para mim, já que meus filhos não são tão abertos a provar comidas muito diferentes e uma viagem não é o melhor momento para fazer testes!
  • Se vai levar carrinho de bebê, verifique se o destino é viável para tanto. Ou seja, se não terá muito morro ou vias que não sejam fáceis de transitar. Encarar ruas de areia ou de pedra pode ser cansativo.
  • Procure um destino que tenha atrações para você e também para os pequenos - uma praça cheia de pombos já pode ser o máximo para eles. Assim, você faz um equilíbrio de interesses e dribla o tédio das crianças.
  • Prefira destinos que não demandem muito pique para conhecer tudo. Vá com tempo de sobra para fazer as coisas num ritmo mais lento. E aproveite muito a viagem em família!

 

(Foto: Arquivo pessoal)